PUBLICIDADE
[ X FECHAR ]
A RÁDIO A EQUIPE PROGRAMAÇÃO CONTATO SAC
PESQUISAR
A SERVIÇO DA REGIÃO
LIGUE: 54 3344.1185 : 54 9 8434.6762 ACESSOS DESDE 2009: 43.674.401
SANANDUVA
BOMBEIROS
02/11/2017 14h25 - Atualizado em 02/11/2017 14h26
Segue o trabalho de rescaldo do incêndio na Vicato Alimentos
Trabalhos estão concentrados na retirada de grãos
 
3.196 visualizações
(Foto: Bibiana Zaparolli / A Folha de Sananduva)

Já passam das 20 horas de trabalho para contenção do incêndio na Unidade de Armazenagem de Trigo da Vicato Alimentos em Sananduva.

O sinistro que iniciou na tarde de ontem, quarta-feira (1º), por volta das 16h destruiu a estrutura do silo que estava localizado de frente para a Avenida Independência e queimou cerca de 1.200 toneladas de trigo.

Bombeiros Voluntários e Militares da região atuam desde ontem no combate ao fogo. Os trabalhos seguiram madrugada a dentro e conforme o Comandante Operacional dos Bombeiros Voluntários de Sananduva, Ricardo Ribeiro, não há previsão de término, podendo inclusive se estender até a sexta-feira (03).

O comandante informou ainda que já durante a madrugada havia sido ultrapassado o número de um milhão de litros de água utilizado no combate. Segundo ele a água foi captada em hidrantes e também de açudes.

Nesta quinta-feira (02) o trabalho se concentra na retirada dos grãos que ainda alimentam focos de incêndio e também no resfriamento e rescaldo.

De acordo com Ricardo a retirada do trigo é necessária para que seja extinguido o fogo. “Nós vamos continuar trabalhando até o último foco de incêndio, não há previsão para término dos trabalhos”, informa.

Mais de 50 bombeiros voluntários e militares de Sananduva, São José do Ouro, Tapejara, Barracão, Machadinho, Marau, Lagoa Vermelha, Vacaria e Getúlio Vargas, atuam no sinistro.

Escalas foram feitas para que equipes atuem enquanto outras descansam. O comandante da operação é o sargento Alex Moreira dos Bombeiros Militares de Lagoa Vermelha.

Os Bombeiros Voluntários de Sananduva estiveram fazendo na tarde de ontem o primeiro controle. “Fomos muito breves, conseguimos salvar o outro armazém que tem as máquinas. Foi feita uma barreira para que o fogo não passasse para essa outra parte. Em seguida chegou o reforço da região, pois, já estávamos no limite operacional”, finaliza Ricardo Ribeiro.

Fonte: A Folha de Sananduva

GALERIA DE IMAGENS
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
REGIÃO
GERAIS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
EDITORIAIS   CIDADES   DIVISÕES     INSTITUCIONAL
     
Copyrigth 2013 © Todos os direitos reservados - RÁDIO TAPEJARA AM 1530. contato@radiotapejara.com.br Desenvolvido por: